Como lidar com a Insatisfação?

O que gera a insatisfação?

Pode ser literalmente uma má alimentação...Muitas toxinas no intestino... rsrs

É impressionante como nosso corpo está interligado! Mas além desse cuidado com a saúde e estilo de vida, que muitas vezes passa despercebido pelas pessoas, há níveis de insatisfação que podem gerar muitos problemas.

A insatisfação em seu aspecto positivo pode surgir para gerar mudanças em nossa vida, que podem ser de ordem física, psicológica e/ou espiritual. O problema é quando não olhamos para ela, para descobrirmos sua necessidade subjacente. Daí, seu aspecto negativo passa a ser a contaminação da mente e do coração, se confundindo com o que achamos que é nossa personalidade. Sua principal forma de manifestação é a reclamação: sempre há algo para se reclamar... A mente se habitua a isso... Todos os dias... Da mesma forma... Repetidamente, gerando toxinas para todo o corpo.


Quando acostumamos com este estado de mente, a insatisfação pode ir gerando silenciosamente um estado depressivo e/ou ansioso. Eu vejo muito isso no serviço público aqui em Brasília. Pessoas presas numa crença de estabilidade, insatisfeitas por não gostarem do que fazem,  por não terem condições adequadas de trabalho ou mesmo coleguismo humano. As pessoas se perdem na sua insatisfação e na insatisfação do sistema. E aí ficam doentes!

Para lidar com esta insatisfação num estado mental e emocional é preciso começar com algo muito simples: cultivar a apreciação e a gratidão a cada dia!


"É preciso dar graças por todo o bem que recebemos. A gratidão é a semente de uma vida feliz". 
Dalai Lama


Cultivar significa por uma atenção e cuidado em algo para que cresça. Requer uma escolha diária. Da mesma forma que deixamos a insatisfação se instalar, repetindo-a todos os dias, precisamos fazer o inverso agora. Isso vai requerer persistência, pois hábitos negativos já sabem o que fazer, os novos precisam ganhar espaço.

Para se agradecer pelo que se tem é preciso reconhecer e apreciar. O reconhecimento vem de um estado mais cognitivo de percepção, uma mudança no modo de ver. Claro que o emocional também influencia aí. O apreciar envolve um estado emocional de contentamento que gera a gratidão. Pelo menos é assim que vejo. Tudo tem haver com a forma como vemos a realidade.



Por que algumas pessoas são mais resilientes do que outras? Não é porque elas tem mais ou menos problemas, não é porque tem x ou y condições de vida. A diferença está na forma de ver, de encarar a situação. A coragem vem justamente dessa percepção. As pessoas resilientes sabem que podem passar pelos obstáculos, porque elas o fizeram no passado. Não se renderam ao papel de vitimização. "Eu sou maior do que isso que está me acontecendo". Não há uma identificação da situação com o que a pessoa é no momento. A situação não a define, mas sim sua percepção a respeito de que é.

A insatisfação pode ser uma grande professora para nos mostrar o que precisamos mudar. Começar com exercícios simples de apreciação e gratidão é um passo. Hoje em dia há tantas ferramentas para o autoconhecimento e mudança interior. É preciso apenas escolher e ter diligência! Um passo gera outros!!

Com gratidão e amor,

Juliene 


Comentários